20 de dezembro de 2007

Alma Imoral

A Alma Imoral, com Clarice Niskier, é um monólogo que trata dos diferentes conceitos de moralidade e, principalmente, da dualidade entre tradição e traição. Esta última é sempre vista como algo negativo quando, na verdade, a traição é a guardiã do futuro enquanto a tradição é a guardiã do passado.

Clarice aponta exemplos como o dos judeus. Quando os romanos estupraram cada judia sabiam que a tradição judaica determinava que os judeus deveriam ter pai judeu. Se os rabinos fossem fiéis à tradição, os judeus pereceriam ali. Mas os sábios traíram a tradição e disseram que seria judeu todo aquele que viesse de mãe judia, indepentendente do pai. Só assim guardaram seu futuro: traindo seu passado.

....................................................................................................................................

Pela descrição a peça estimula questionamentos sobre tradições e outros valores agregados. Fiquei bastante curioso, talvez dê um jeito de assistir ao espetáculo quando estiver por estas paragens!

Como não podia deixar de ser, já me pus a montar analogias... Me considero um sujeito extremamente leal às minhas crenças. Leal o suficiente a ponto de não temer admitir que desde os 12-14 anos não mudei minha forma de pensar em praticamente nada. "Poh rapaz, então quer dizer que você ainda é um adolescente?" para esta respota eu digo: "NÃO!" ainda sou a mesma criança por dentro e talvez por isso me vejo com um sujeito infeliz. Não tenho mais as vantagens da infância... o tempo me foi pondo sobre os ombros as responsabilidades da vida adulta, sem me dar opções... mas como ainda estou arraigado aos mesmos princípios, valores e mesmo prazeres da infância, não desfruto ou aproveito das vantagens da vida adulta (até porque não vejo praticamente nenhuma). Deveria eu trair meu passado para iniciar uma nova etapa? Embora eu saiba que seja o natural, convencional e mais suave modo de encarar a vida, minha fidelidade não o permite...

Por mais irônico que pareça, o Autor adora questionar costumes e normas ao seu redor, sempre privilegiando a inovação e audácia... no entanto se enxerga como um velho conservador... quase de visões maniqueístas... paradoxal não? :P


4 comentários:

galatto e Anderson disse...

TAVA EVITANDO COMENTAR NO TEU BLOG....Mas depois dessa de IMORTAL, eu vo c obrigado.........

Alma IMORTAL so tem uma....A alma dos gremistas que acreditam sempre e nunca desisitem!!!!!!!

Feliz natal e um bom ano novo para os gremistas e um feliz natal e um pessimo ano novo para os colorados!!!!!!

冬天。。。 disse...

Bah, com todo o respeito aos leitores do blog... mas esse Gallato não leu nada direito... é alma IMORAL... e não Imortal... mas ta valendo, obrigado pelo comentário!

Carolzinha disse...

Oi hj não vou comentar...só vou te dar um feliz nata!!!
Bjs...até amanhã.
Ps: Não esqueça das criancinhas pobers neste natal hein?!?!?!

crix disse...

viu, a vida é feita de escolhas
aqui tu deixou as tuas bem claras
tuas renúncias são deliberadas
ou não...?