15 de novembro de 2007

Feriadão

Como forma de compensar o servidor público que teve seu feriado consumido por um infeliz domingo (dia 28/10) ,nosso "querido" presidente decretou que essa sexta seria livre para seus subordinados federais. Seguindo a onda, o Executivo estadual adotou a mesma corrente e dispensou seus servidores da labuta, promovendo um feriadão inesperado...

Bem, todos sabem que o governo do Estado está fud!*$ e mal pago... ou seja, tudo que se precisava era dar folga para seus funcionários!!! Para completar, pego o jornal hoje pela manhã e vejo a manchete: "Yeda é goleada na assembléia" e "Pacotão é barrado pelo legislativo"... Antes de começar a crítica, vou deixar algo bem claro: sou totalmente contra a elevação de tributos, de qualquer tipo, nossa carga tributária nacional é um absurdo, vergonhosa, safada e desproporcional. Voltemos à crítica: esses nossos deputados são uns brincalhões... será que eles acham que a Yeda quer aumentar o ICMS porque quer "desacelerar o crescimento vertiginoso da economia gaúcha"??? e o pior de tudo é ver o Vice-Governador ao lado dos deputados posando para fotos, orgulhoso por ter nocauteado sua colega titular...

Há duas coisas que eu consigo extrair desse episódio... causa e conseqüência:

1)Causa: o culpado é o primeiro pilantra mencionado neste post, nosso falastrão presidente... a fatia de impostos federais é tão absurda quanto dizer que o Hugo Chavez é democrático. Se o barbudo lá em Brasília se preocupasse menos com as "bolsas-esmola" da vida e com o inchaço do quadro de pessoal federal (recordista em CCs distribuídos) e mais em enxugar a administração tudo seria diferente. O governo estadual deve prover segurança e educação (os 2 maiores problemas sociais do país) e praticamente não tem receitas... (comparado à união).

2)Conseqüência: sabem pra quem vai sobrar né? sem grana pro básico, vai ser o meu 13º e de meus colegas que vai acabar indo pro brejo. Pior ainda é ver gente "esclarecida" reinvindicando subsídios por aí sem se dar conta que vai sobrar pra eles mais tarde.

Ha, agora me lembrei duma "brincadeira" que tentaram fazer no ano passado: alguém lembra do "Pacto pelo Rio Grande"? Pois é... se nem dentre do próprio Estado se resolvem as desigualdades, como é que vão tentar solucionar as sociais? :P

2 comentários:

Carolzinha disse...

Pior, concordo contigo...gostei do "gente esclarecida" reinvindicando subsídios...bom mas, cm eu não tenho 13º , tu não precisa ter também (há, há, há - brincadeirinha).
Agora sério, tu deixou o teu público 2 dias sem nenhum comentário, aonde jah se viu?!?!?!?!
Q isso não se repita mais.
Bjs!!!!!!!!!
Até segunda!!!!!!!!

Anônimo disse...

achei que o Simon teria um infarto na tribuna falando sobre isso hoje