13 de novembro de 2007

Tropa de Elite - 2ª Parte

Dando continuidade aos comentários do post anterior:

Quando mencionei que sai do filme "incomodado", uma das causas foi a cena final do filme: executar alguém a sangue frio, mesmo sendo o mais FDP que você conheça, é algo que mexe com muitas questões...

Em condições normais, creio que não conseguiria puxar o gatilho, mesmo num criminoso que merecesse. Tomado pela cólera, seria uma idéia tentadora, principalmente com vingança correndo nas veias. Mas ainda me pego na dúvida. Ser um "antí-herói" como os personagens do filme, nem sempre parece simples ou bonito como nos filmes de ação em que o mocinho abre uma chuva de balas pra cima dos capangas desmiolados e sem personalidade que algum chefão contratou para protegê-lo.

Se formos analisar, os filmes atuais trazem na sua grande maioria personagens que matam, executam criminosos sem remorso, ou pelo menos o fazem como tal. O que isso realmente quer dizer? até que ponto os meios justificam os fins? Quando a hora chegar... de que lado eu ficarei???

Um comentário:

lucas disse...

O senhor é um Fanfarrão (parte 2)......Vai coloca a porra da bandoleira seu 24!!!!!!!