18 de fevereiro de 2008

Kryptonita

Preza a lenda que os super-heróis tem alguma fraqueza. O Superman, mesmo com todos seus poderes, é vulnerável à Kryptonita e à magia (o que muitos não sabem). O anel do Lanterna Verde era (atualmente esse defeito foi corrigido) ineficaz contra matéria de cor amarela. Ajax, o caçador de marte, tão poderoso quanto o Superman, era vulnerável tanto psicologicamente quanto fisicamente ao fogo.

Me parece que quanto mais incrível são os poderes de um herói (especialmente os do universo DC), maior a necessidade de que haja um "calcanhar-de-aquiles". Embora eu esteja distante de qualquer semelhança com um heróis (e muito menos um super-herói) também possuo pontos fracos. Justamente por não ter qualquer inimigo ou nêmesis por enfrentar, não preciso temer a revelação de quais são:


1) Pombas:
Atualmente tenho conseguido vencer este medo e quase contorná-lo, mas confesso que ainda me desperta algum temer ter de enfrentá-las. Quem já não passou por algum parque, ou mesmo algum largo no centro e se deparou com uma horda de aves amontoadas em torno de algum resto de pipoca? Pelos Deuses, pior ainda são aquelas senhoras que ficam jogando milho ou alpiste, rodeadas por dezenas de pombas famintas e caoticamente ordenadas lutando por migalhas... Se um dia eu tiver superado por completo minha fobia, ainda passarei por este que considero um teste supremo.


SOCORRO!!!

2) Algodão:
Jamais peça que eu alcance um chumaço ou "bolinho" de algodão para quaisquer fins. A simples imaginação de manusear tal material branco e fofo me causa arrepios. É verdade que nunca me forcei a superar essa limitação, assim como algumas pessoas tem arrepios quando unhas arranham um quadro negro, sinto algo semelhante no contato com o algodão de farmácia, e às vezes até com o algodão de flanelas molhadas.



Pensei em incluir outros pontos-fracos, como ombros, costas e nucas femininas, ou coxas firmes, torneadas, bronzeadas... mas como tais fraquezas só me aparecem em sonhos, creio que posso lidar com elas...

O Autor alerta que além de perturbá-lo quando caminha pelas ruas da capital, as pombas também são transmissoras de doenças respiratórias. E ainda usam a ave como símbolo da paz... tsss...

7 comentários:

acabouonescau disse...

Oi...
acabei de chegar de Vegas...
quase 3 dias sem dormir e muitas coisas pra contar... mas tou poooodre de cansada, vim so dar um oi mesmo...
Amanha, se tudo der certo, venho aqui pra ler os posts atrasados e dar uns palpites...
bjooo

Deivid disse...

Aee...não sei quem é esse tal de 冬天, mas adorei o blog de vcs, Dani! =D

bjãozão

Anônimo disse...

eu ainda vou mastigar minha kriptonita e cuspi-la no chão

luizfneto25@hotmail.com disse...

Cara...hj tava no elevador do hospital e tinha uma mulher lixando unha....meu,,,,isso sim que me dá arrepios! é brabo...e outra coisa...ouvir alguem raspandi potinho de plstico de sorvete com colher de plastico....grrrrrr...
hehehehe!

acabouonescau disse...

Tb odeio pomba e acho um bicho muito nojento e sujo...

Qto as minhas fraquezas... ihh.. sao tantas... Nao posso ver ninguem lixar unha, raspar unha no quadro, na parede... Nao consigo pegar giz na mao... Nao consigo me imaginar colocando refrigerante de qualquer especie na boca... e por ai vai...

Danielle disse...

Hum, revelar suas fraquezas é tarefa audaciosa ou confiante demais àqueles que tomarão conhecimento delas.

Ajax é produto de limpeza!

Bah, olha os sonhos eróticos do Eduardo xDDD tá se relvelando, tá se revelando.. lol

ps.: não consigo ficar muito tempo longe dessas tecnologias..

Anônimo disse...

Ao contrário da Crix, eu não quero mastigar a minha Kripto, mas sim, tÊ-la bem juntinho a mim....eheheh