30 de janeiro de 2008

Perdidos no Destino

O que eu mais gosto nesses seriados americanos - os BONS, ressalte-se; não falo daqueles bizarrões da Pamela Anderson.. - é a capacidade que alguns têm de me instigar. Meu irmão alugou a 3ª temporada do conhecidíssimo LOST. O capítulo que mais me interessou e me deixou perplexa foi o episódio que focaliza o personagem Desmond (o "profeta").
Desmond

Pra quem não acompanha, nem conhece, vou resumir de forma compreensível. Imagine um londrino sem muito sucesso dar a volta ao mundo numa regata só pra convencer - a si mesmo - e ao pai de sua ex (que ainda ama muito), acabar numa ilha bizarra, na qual a sua principal e fundamental contribuição será a idiota tarefa de digitar uns números num pc e apertar um botão. Tudo bem, é patético. Imagine agora que um senhor teima que isso é idiotice - não discordo do Locke! - e impede o moço de apertar o botão. A ilha - e quiçá o mundo - sofre coisas bizarras, como tremores e colorações celestes. Concomitante a isso, Desmond tem uma espécie de sonho, no qual volta anos atrás, quando ainda estava com sua namorada. Ele vai comprar um anel pra pedi-la em casamento. PORÉM, na loja, a senhora da joalheria afirma que ele não vai se casar, que o seu destino está traçado, e é imutável. Mesmo que faça coisas que mudem o seu trajeto, o Universo mover-se-á sabiamente, fazendo com que o desequilíbrio provocado seja reestabelecido, e que o Destino mostre a que veio. Essa história me lembrou "O Alquimista" (livro do Paulo Coelho).
Emocionante! Não só o déjà vu de Desmond, o episódio em si, mas tocar nesse assunto. O futuro é imutável? O caminho já está traçado? Mesmo que digamos "eu faço meu destino", será que não agimos tolamente a favor dele, virando seus reféns, sem perceber?

Acredito na versão do seriado. Há destino, há "compensações" de desvios do Destino. Mas há o livre-arbítrio: você escolhe o que vai fazer, não é obrigado. Mesmo assim, se você tem que fazer alguma coisa, vai acabar fazendo, nem que seja após inúmeras reencarnações (essa teoria só vale pra quem acredita em vida após a morte). O fim da história vai ser o mesmo, só o jeito dela se desenvolver que muda. Não digo que a solução é conformar-se com o que ele proporciona. Talvez seja seu destino se revoltar contra o próprio Destino! É válido lembrar que considero a vida um baita rpg (alguém achou que não iria ter NENHUMA citação nerd?! Pobre ilusão!): amadurecemos (subimos de level :P), conquistamos nossos objetivos (matamos uns dragõezinhos :D), conhecemos pessoas (os paladinos e arqueiros :B) e chegamos ao nosso objetivo ( seja lá qual for..).

Exemplificando, vou usar o filme "Efeito Borboleta": se o rapaz protagonista fizesse o caminho X, iria parar em Y, sem a namoradinha; se ele fosse pelo caminho A e chegasse em B, ficaria sem a namoradinha também; mas se ele perseguisse ela em Z e fosse parar em W, com ela, alguma coisa muito ruim aconteceria e o mundo iria pro beleléu: o desequilíbrio incompensável. Destino do infeliz (igual ao de Desmond): não importa o chororô, é ficar sem ela, e tá acabado. Essa é a idéia.



Ah, e a participação do Santoro em LOST foi triste. Deram um papel CHINELO pra ele, e sua atuação não me agradou.

A Autora, que a recém leu o post de seu colega inquebrável, pra não rachar a cara de ninguém, achou por bem trocar o assunto que já estava ficando saturado; porém, em breve VOLTAREMOS com os geeks! :P (e a saga continuará... MUA-RÁ-RÁ-RÁ-RÁ!! *música de fundo: Luke Skywalker versus Darth Vader*) Uma pequena prévia do que está por vir:

A doçura de Darth Vader! =D

6 comentários:

冬天。。。 disse...

muito legal esses doces do darth Vader... hahaha o que esses caras não inventam pra vender! Quanto ao destino estar traçado e ser imutável... Já pensei bastante a respeito e ainda não construí uma opinião firme... futuramente escreverei a respeito.

Anônimo disse...

Essa coisa de destino é coisa para pessoas fatalistas. Se por um lado não podemos mudar as leis da física e somos obrigados a obedecê-las, por outro lado, temos liberdade para seguir ou não outras coisas que dependem da nossa escolha. E nossas escolhas afetam profundamente no resultado final. Quem pensa que não, tem grandes chances de ser um fracasso total na vida.
Se eu fosse do rh de uma empresa, jamais contrataria alguém que acredita em destino imutável. Isso é coisa de perdedor.

Danielle disse...

Respondo ao anônimo a minha crença no desentendimento do que realmente quis expor do que penso. Concordo com o livre arbítrio que temos nas nossas decisões, a questão é que o que a Autora acredita é que o destino FINAL é imutável, não o CAMINHO. É como se estivesse escrito num livro.
Exemplos esclarecedores: se é pra ti conhecer uma pessoa, dia a mais, dia a menos, tu vais conehcer ela; se é pra ti ser professor, se é tua 'missão de vida' passar conhecimentos pra outras pessoas, tu podes fazer bacharelado, mas vais acabar tendo contato com a docência e vais OPTAR, por livre escolha, a ser professor.

O que eu quis dizer com destino imutável não foi para justificar futuros possíveis fracassos meus (Ex.: meu destino é ser pouca coisa mesmo; meu destino não é ser alguém na vida; o destino do país é ficar nessa droga mesmo; etc). Até poeque eu acredito antes na lógica do que no destino: se você faz por MERECER, você ganha; RARAMENTE, as coisas caem do céu.

Expus minha opinião baseada nas minhas crenças filosóficas e religiosas(no meu caso, a doutrina espírita, que afirma que encarnamos na Terra com um objetivo, um caminho já traçado); tendo em mente o confronto que poderia ter (como houve) com pessoas de diferentes opiniões, como o Anônimo. Apesar de lamentar seu anonimato - poderíamos enriquecer, repetir essa discussão -, e de ter me surpreendido com a sensação de sutil hostilidade em seu comentário, desculpo-me pelo acaso de não ter sido clara. Apesar da errônea, precipitada e com potencial ofensivo da conclusão sobre a minha pessoa, fico feliz pelo comentário anônimo pelo interesse no debate. :P

Anônimo disse...

I found this site using [url=http://google.com]google.com[/url] And i want to thank you for your work. You have done really very good site. Great work, great site! Thank you!

Sorry for offtopic

Anônimo disse...

Who knows where to download XRumer 5.0 Palladium?
Help, please. All recommend this program to effectively advertise on the Internet, this is the best program!

Anônimo disse...

Olá, gostaria de saber onde comprou essa cesta em forma de máscara do Darth Vader... estou interessada para o aniversario do meu filho.. meu email é gabriela@arbc.com.br.. Aguardo retorno.. obrigada..Gabriela.